Sem imagem
BIBLIOTECA

BIBLIOTECA: EROTICA

Como em todas as bibliotecas que são bibliotecas, havia um “gabinete secreto” sob a forma de um armário de gavetas fechado contendo vários livros considerados impróprios para estarem nas estantes. Os critérios devem ter mudado com o tempo, mas havia também alguma inércia: deixava-se lá ficar, o que já lá […]

Sem imagem
BIBLIOTECA

SONETO: “HUM DESCARTES POLÍTICO IMAGINA…”

Este soneto encontra-se como folha solta numa miscelânea de poemas, nuns casos anónimos, noutros assinados, que parece ter um formato e um autor comum, embora a sua publicação tenha sido feita em separado. Na mesma miscelânea existe uma outra versão do mesmo poema, igualmente numa folha solta, sem a nota […]

Sem imagem
Arquivo e BIbllioteca de Francisco Ferreira

ESPÓLIO E BIBLIOTECA DE FRANCISCO FERREIRA (”CHICO DA CUF”).(3) LIVROS E REVISTAS EM RUSSO (2)

A biblioteca russa de Francisco Ferreira inclui literatura russa e traduzida, algumas edições samizdata em russo  destinadas a ser introduzidas clandestinamente na URSS (é o caso da edição da YMCA de Soljenitsin aqui reproduzida), livros de história e de política, manuais escolares e dicionários. Os trabalhos de tradução que fazia […]

Sem imagem
BIBLIOTECA

LIVROS CIENTÍFICOS DO SÉCULO XIX (1)

Humphry Davy, Researches, Chemical and Philosophical; chiefly concerning Nitrous Oxide, or Dephlogisticated Nitrous Air, and its respiration, Londres, Printed for J. Johnson.by Biggs and Cottle, Bristol, 1800. (Primeira edição).

Sem imagem
BIBLIOTECA

LIVROS CIENTÍFICOS DO SÉCULO XX (1)

Ernest Rutherford, Radioactive Substances and their Radiations, Cambridge University Press, 1913  (Primeira edição.) O exemplar pertenceu ao eng. Eduardo Madail que teve um papel de relevo na CUF do Barreiro e na Ordem dos Engenheiros.

Sem imagem
BIBLIOTECA

LIVROS CIENTÍFICOS DO SÉCULO XVIII (2)

Tentamina Experimentorum Naturalium Captorum in Academia Del Cimento Sub Auspiciis Serenissimi Principis Leopoldi Magni Etruriae Ducis Et Ab Ejus Academiae Secretario Conscriptorum: Ex Italico In Latinum Sermonem Conversa : Quibus Commentarios, Nova Experimenta, et Orationem de Methodo Instituendi Experimenta Physica. Pars I.-II. ; Addidit Petrus van Musschenbroek L. A. M. […]

Sem imagem
BIBLIOTECA

CATÁLOGOS DE GRAVURAS POPULARES (SÉC. XIX)

No século XIX era vulgar decorar as casas com gravuras, mais baratas  do que quadros. Havia uma verdadeira industria de gravuras e catálogos de séries temáticas, por autor, reproduções, etc. Na biblioteca existem vários catálogos franceses, ingleses e alemães, alguns agrupados em miscelâneas, reproduzindo literalmente milhares de gravuras. Clicar para […]

Sem imagem
BIBLIOTECA

GRUPO LOCAL DO PORTO DO STAHLHELM

O carimbo de posse deste livro de Oscar Wilde mostra a existência no Porto de uma delegação local dos Stahlhelm – Bund der Frontsoldaten, um grupo nacionalista paramilitar criado depois da guerra de 1914-1918.  Depois de integrado nas SA, viria mais tarde a ser dissolvido por suspeitas de “monarquismo”.

Sem imagem
Livros e brochuras

COLECÇÃO DE LIVROS ESCOLARES

Vale mesmo a pena clicar para ampliar. Na biblioteca existem literalmente centenas de livros escolares, cobrindo quase todas as áreas de estudo, e níveis de ensino, do século XVIII até hoje. São na sua maioria livros portugueses, presumo que praticamente todos os livros “oficiais”, mas também muitos franceses, ingleses e […]

Sem imagem
BIBLIOTECA

BIBLIOTECA : LIVROS DO SÉCULO XVII (4)

[Juan de Hevia Bolaños], Curia filipica donde breve y compendioso se trata de los iuyzios, mayormente forenses, eclesiasticos y seculares : con lo sobre ellos hasta aora dispuesto por derecho, resuelto por doctores antiguos y modernos y practicable : util para los professores de entrambos derechos y fueros, iuezes, abogados, […]

Sem imagem
Arquivo e BIbllioteca de Francisco Ferreira

ESPÓLIO E BIBLIOTECA DE FRANCISCO FERREIRA (“CHICO DA CUF”).(1)

Clicar nas fotos para aumentar Este documento faz parte do espólio de Francisco Ferreira, conhecido como “Chico da CUF”, que me foi oferecido em várias fases, primeiro pelo próprio, depois da sua morte, pela sua viúva, entretanto também falecida e, finalmente, pela sua família. É o mais antigo dos seus […]