ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS DE 2016 – CANDIDATURA DE PAULO MORAIS

Cara (​o) Cidadã(o​)

Está a decorrer o processo de recolha das assinaturas necessárias à minha candidatura às Presidenciais de 2016.​ S​ão necessárias mais do que 7500 assinaturas. Todas são importantes: contamos com a sua, bem como com aquelas que conseguir juntar.

Para o efeito,​ envio em anexo os documentos necessários e seguem-se algumas recomendações, para que todas as proposituras sejam válidas​. Assim:

– Cada cidadão eleitor só poderá ser proponente de uma única candidatura à Presidência da República.

– Pode preencher os impressos no computador, ​imprimindo-os de seguida e assiná-los; em alternativa, pode imprimi-los e preenchê​-los à mão, com letra legível.

– A assinatura do cidadão é composta por um conjunto de 3 documentos: uma Declaração de Propositura completa e duas folhas do pedido de certidão para a Junta de Freguesia, os três documentos deverão ser assinados por mão, com a assinatura igual à do BI ou Cartão de Cidadão.

– Pode haver rasuras no preenchimento, excepto na assinatura.

– A morada é a do recenseamento (freguesia onde vota).

– As datas são deixadas em branco (só deverão colocar-se depois de marcada a data das eleições presidenciais).

-​ O pedido de certidão será apresentado na Junta de Freguesia centralmente por elementos da candidatura; não tem de ir à sua junta de Freguesia para fazer esse procedimento, bastando assinar as folhas.​

– Nos conjuntos dos 3 documentos que compõem cada assinatura, devem ser agrafados os dois pedidos de certidão e juntar esse conjunto à propositura com um clip.

– Os conjuntos poderão ser entregues por mão (quando forem muitos), em local a combinar através de contacto com a responsável (M. Teresa Serrenho – 937254836), ou colocados num envelope e enviados para:
Paulo Morais
Apartado 52180
EC Eça de Queirós – Porto
4202 – 801 Porto

Ficamos gratos pela sua participação cívica​. Este é o primeiro passo no processo da mudança. Juntos
​VAMOS conseguir.

Um abraço,

Paulo de Morais

Seja o primeiro a comentar

Deixar uma resposta