EPHEMERA – NOTÍCIAS DA SEMANA (DE 15 A 21 DE AGOSTO DE 2016)

EM CONSTRUÇÃO

Ver EPHEMERA – NOTÍCIAS DAS SEMANAS (JULHO-AGOSTO DE 2016) – SUPLEMENTO DA BIBLIOTECA

*

EDITORIAL: TRANSCRIÇÕES – UM NOVO ASPECTO DO VOLUNTARIADO NO EPHEMERA 

A esmagadora maioria dos documentos que aqui divulgamos são imagens digitalizadas. Todas estão aqui classificadas por categorias e são organizadas em pastas, o que significa que alguma metadata está disponível para procuras, segundo critérios que também correspondem à parte física do ARQUIVO. O mais importante é a separação entre pastas organizadas por entidade emissora (organizações, associações, grupos, etc.) e as publicações seriadas, jornais, revistas, periódicos, boletins, etc. Uma explicação rudimentar encontra-se na AJUDA-FAQ que precisa aliás de ser revista.

Porém muito documentos únicos ou muito raros, de maior importância histórica, justificam ser transcritos para texto processado. Vários arquivos, mesmo de grande dimensão, têm utilizado o trabalho de voluntários que se oferecem para fazer essas transcrições que depois são validadas e publicadas junto com as imagens. Penso que no caso do EPHEMERA não faltarão voluntários quer para fazer a transcrição, quer para a indispensável tarefa de validar o texto final.

Vamos iniciar uma experiência deste tipo apelando aos Amigos do EPHEMERA para fazerem uma primeira transcrição, neste caso da carta manuscrita de Salazar que publicamos a semana passada, junto com o recorte que estava apenso.

Estas imagens podem ser ampliadas num browser como o Chrome e, apesar da letra difícil de Salazar, a carta é legível. Por regra, uma primeira transcrição deve acompanhar a ortografia do texto, mesmo se depois na publicação esta for actualizada (para a norma ortográfica anterior ao AO ).

Logo que haja pelo menos duas transcrições fidedignas, uma nota anunciará aqui que a transcrição estará completa, para evitar trabalho desnecessário. Na semana seguinte, um novo documento relevante para a história contemporânea portuguesa será proposto para transcrição.

Está em preparação um pequeno manual de regras para uniformizar as transcrições.

Veja-se

*

DOCUMENTOS LITERÁRIOS E ARTÍSTICOS DO ARQUIVO

Scanner_20160821 (4)

Há um número considerável de originais literários, correspondência, manuscritos, etc., assim como desenhos, gravuras, e outros materiais inéditos no ARQUIVO. Trata-se de documentação que está guardada e cuidada, mas, na sua maioria, não digitalizada e publicada. Será uma tarefa para 2017. De qualquer modo, aqui ficam alguns exemplos. um poema manuscrito de Eugénio de Andrade com dedicatória, um envelope com um texto sobre o Porto (o envelope tem a curiosidade de ser do “emprego” do Eugénio como José Fontinha, o seu verdadeiro nome) e uma carta para mim de Virgílio Ferreira.

 

BIZARROS PROBLEMAS: COMO GUARDAR REBUÇADOS, CHUPA-CHUPAS E QUEJANDOS?

Copy of Scanner_20160820 (23)

No ARQUIVO entram bizarros objectos, que, quanto mais são orgânicos, mais facilmente se deterioram.Um dos casos são os rebuçados, chupa-chupas e outros objectos semelhantes que se estragam com o tempo, estragando também o invólucro. Nas campanhas eleitorais espanholas têm sido cada vez mais abundantes e cá chegarão também.  Não sei o que outros arquivos fazem, mas aqui segue-se a regra de os comer, ou deitar fora (quando parecem indigestos ou pouco politicamente comestíveis…), mantendo o invólucro.

UM MÊS DE SETEMBRO EM CHEIO

Apresentação Ephemera_Porto

*

AGRADECIMENTOS

Agradecimentos a José Moreira, José Pereira Miguel, e outros (em breve.)

*

Graciete Caldeira e Vasco Ribeiro ofereceram as suas colecções de autocolantes, que permitem completar muitas entradas e abrir outras novas.

*

Os nossos amigos espanhóis não deixam os seus créditos por mãos alheias e praticamente todas as semanas enviam novo material para o ARQUIVO.

2016-08-19 12.09.31

Este pacote teve origem em Eduardo Abad.

Como diz um dos grandes Amigos do EPHEMERA que tem estado a trabalhar o material espanhol, “quando tenuemente se vislumbra o “fundo do poço” espanhol“, “chega o carteiro e volta a tapá-lo“.

Ainda bem.

VISITAS AO ARQUIVO

Fernando Rosas visitando o ARQUIVO (14 de Agosto de  2016).

*

DICIONÁRIO DA ESQUERDA RADICAL (1960-1974)

Ver nota aqui.

  JÚLIO CARRAPATO (1947-2016)

COMISSÕES ANTI-ELEITORAIS (CAEs)

MUDANÇAS CULTURAIS:  AAFDL – POPOLOGIA (1968)

PUBLICAÇÕES PERIÓDICAS DA EXTREMA-ESQUERDA (1963-1974) – índice

Seja o primeiro a comentar

Leave a Reply