Publicado por: JPP | 11/12/2016

EPHEMERA – NOTÍCIAS DA SEMANA (DE 5 A 11 DE DEZEMBRO DE 2016)

EM CONSTRUÇÃO 

26-mai-09-fotografia-2

*

PERMANÊNCIAS E LOCAIS DE RECOLHA

(SEMANA DE 12 A 18 DE DEZEMBRO DE 2016)

EM LISBOA 

26 de março de 2016

Livraria Ler Devagar na LX Factory.

TERÇA-FEIRA, 13 de DEZEMBRO DE 2016

QUINTA-FEIRA, 15 DE DEZEMBRO DE 2016..

EM BREVE

11-de-dezembro-de-2016-4

Entre as “reformas estruturais” que estavam previstas para 2016, encontravam-se

  • a constituição de uma associação cultural sem fins lucrativos destinada a dar um enquadramento institucional ao trabalho do ARQUIVO/ BIBLIOTECA  e de servir  de transição para a constituição de uma Fundação que possa receber o acervo do EPHEMERA; e uma maior estabilidade;
  • e uma presença mais profissional na Rede, combinando a forma do blogue com um site fixo.

Ambos os objectivos estão muito avançados nos seus trabalhos preparatórios, mas a constituição da associação passará para o início de 2017, tornando ainda mais público, o arquivo privado mais público de Portugal.

Já o site ainda verá a luz do dia em 2016 e organizará principalmente a informação que se encontra nas páginas de topo, e na coluna do lado direito do blogue. Combinará uma pequena parte de “novidades” – é o blogue que continuará a ser a parte dinâmica, actualizada se possível todos os dias, – com informação permanente, centrada principalmente no ARQUIVO  e nos seus fundos. Novas secções que não existem no blogue, como uma de história do ARQUIVO, páginas mais detalhadas sobre alguns espólios e acervos, permitirão uma visão global dos fundos,. No entanto, na maioria dos casos, remetem para entradas no blogue mas com uma procura que pode ser mais focalizada naquilo que o leitor ou o investigador pretendem. sem ter que andar a correr o blogue para trás e para a frente. Em breve, será divulgado o site e o seu endereço, ainda numa versão experimental.

AGRADECIMENTOS E ENTRADAS

Agradecimentos a José Moreira, José Pereira Miguel,  Mafalda Braz Teixeira,  Miguel B., Maria Faustino, Graciete Caldeira,  e outros (em breve.)

*

copy-of-scanner_20161209-7

scanner_20161209-6

Um dia terá que se fazer uma história sobre a vida própria dos papéis. Por que destino especial, ou vontade divina, numa aquisição de panfletos do American Labor Party, me veio parar à mãos  um conjunto de papéis pessoais, em particular correspondência, de Salvatore T. DeMatteo (1911-2003), advogado, depois juiz, com uma carreira distinta na magistratura de Brooklyn e Nova Iorque?

Eu sei a resposta a parte desta pergunta: DeMatteo foi eleito para a New York Assembly em 1938, pelo American Labor Party e isso explica a junção dos papéis.

Serão guardadas no ARQUIVO as cartas à “carissima promessa sposa“.

*

copy-of-9-de-dezembro-de-2016

Agradeço a Bruno Nunes a  resposta ao pedido de identificação do local onde se tinham tirado estas fotografias de Sá Carneiro em campanha em 1976. Esse local é a Rua Conde São Bento, Trofa.

*

1969
Em 19 de Dezembro de 1969, publicou-se o primeiro número da revista MC – Mundo da Canção, tendo como fundador-editor Avelino Tavares.

Na capa: Francisco Fanhais. Tiragem inicial: 4 500 exemplares.
De referir que a tiragem chegaria a ultrapassar as 25.000 unidades vendidas.

1970
MC – Mundo da Canção apresentou, pela primeira vez, uma capa a cores, com José Afonso. Seguir-se-iam, durante a existência da revista, outras capas a cores, com Adriano Correia de Oliveira, José Mário Branco e, de novo, José Afonso.

1973
MC – Mundo da Canção, que nunca se tinha submetido a qualquer tipo de censura ou exame prévio, teve a sua edição nº 34 apreendida, nas oficinas da Tipografia Aliança, Lda., pela PIDE/DGS. A partir daquela altura – e até ao 25 de Abril de 1974 – cada edição era submetida ao exame prévio.

1974
No dia 27 de Abril de 1974, o MFA-Movimento das Forças Armadas contactou a revista no sentido de se proceder ao levantamento, nas instalações da ex-PIDE/DGS, no Porto, da edição nº 34, a qual, dias depois, foi posta em circulação no mercado.

1985
Abertura na Rua de Passos Manuel da MC-Discoteca, ponto de encontro e de convívio onde era possível encontrar a música que os outros não tinham. A MC-Discoteca encerrou em princípios de 1991.

1989
MC – Mundo da Canção suspendeu a edição da primeira série da revista, ressurgindo em 1991, com um novo formato, assim se dando início à sua segunda série.

1989
MC – Mundo da Canção deu início à sua actividade de importação e distribuição no mercado nacional de importantes catálogos de música folk/étnica/tradicional, clássica/contemporânea/experimental, pop/rock, jazz e blues, entre outros géneros e estilos.

1995
No dia 2 de Agosto de 1995 teve lugar nas instalações do “MC – MUNDO DA CANÇÃO” a primeira reunião do “núcleo duro” pela defesa do “COLISEU DO PORTO” como espaço de cultura e de espectáculo. Nesta reunião participaram: Júlio Cardoso, Maria José Azevedo, Maria José Graf, António Subtil e Avelino Tavares.

1998
Lançamento de uma página na Internet, onde se encontra disponível todo o historial MC, e onde foram publicados os catálogos que o MC representa em Portugal pela venda online. Foram disponibilizados mais de 6.000 títulos diferentes.

2000
No dia 1 de Abril, lançamento nacional do 1º volume das Biografias MC – CARLOS PAREDES – A Guitarra de Um Povo da autoria de um velho amigo e colaborador do “mc” Octávio Fonseca Silva. Neste lançamento, que decorreu no Rivoli – Teatro Municipal (Café Concerto), participaram os músicos Paulo Soares (Guitarra Portuguesa) e Fernando Alvim (Viola). A 18 de Maio, esta edição MC é lançada em Lisboa, na loja Valentim Carvalho do Chiado. Com a edição desta biografia de CARLOS PAREDES comemora o “mc” os seus 30 anos de actividade. E as comemorações dos 30 anos encerraram, em Dezembro, com o lançamento do 2º volume das Biografias MC – JOSÉ MÁRIO BRANCO – O Canto da Inquietação, também da autoria de Octávio Fonseca Silva.

2002
A 17 de Dezembro, o MC abriu, em Lisboa, um novo espaço (MC-LOJA DE DISCOS) funcionando como ponto de encontro dos que amam a música e a querem conhecer para além das exaltações comerciais do momento.

2005
Em Dezembro de 2005, o MC editou o 1º volume da colecção Entrevistas MC. Recolha de entrevistas publicadas na revista Mundo da Canção (Filarmónica Fraude, Manuel Freire, Rui Mingas, Joan Manuel Serrat, Adriano Correia de Oliveira, Fernando Tordo, Carlos Puebla, Daniel Viglietti, Sérgio Godinho, Angel Parra, Vitorino, Carlos do Carmo, Carlos Paredes, Luís Cília, Manuel Gerena, José Mário Branco, Chico Buarque, UHF e Fausto). Em preparação, o 2º volume das restantes entrevistas desta publicação.

Agradeço a Avelino Tavares, a “alma” do Mundo da Canção e de muita da actividade musical no Norte do país e não só, a generosa oferta, prometendo fazer tudo para preservar esta importante memória da vida cultural portuguesa das gerações a partir dos anos sessenta.

Pequena biografia de Avelino Tavares:

Em Dezembro de 1969 fundou no Porto a revista MC-Mundo da Canção, que cessou a sua publicação em Julho de 1985, mas ressurgiu em Junho de 1991 numa nova série de edições temáticas.

Desde o início dos anos 70, esteve sempre ligado à actividade musical nas mais diversas áreas, tendo sido o responsável, em tempos difíceis de resistência, pelos ‘Convívios MC’ na Galeria Alvarez, inaugurados com a presença de Manuel Freire e, que no dia 25 de Abril de 1970, contou com a presença de Vieira da Silva.

Avelino Tavares foi o editor da 2ª Série do jornal A Memória do Elefante – uma publicação que se impôs pela sua capacidade inovadora e interventiva – bem como de livros e de diversos trabalhos fonográficos.

Na Rádio Delírio (Porto) produziu e realizou o programa ‘Arca de Noé’, consagrado à divulgação das músicas de qualidade dos mais variados géneros e estilos.

A partir dos anos 80, iniciou uma intensa actividade de produção, organização e divulgação de espectáculos, e foi pela sua mão que várias salas da cidade do Porto receberam artistas tão importantes como: José Afonso, Leo Ferré, Paco de Lucia, Carlos Paredes, Atahualpa Yupanqui, Fausto, José Mário Branco, Gal Costa, Egberto Gismonti, Tete Montoliu, Martial Solal, Opus Ensemble, Maria João Pires, Colette Magny, Nara Leão, Astor Piazzola, Rui Veloso, Miles Davis, Pablo Milanés e Cesária Évora, entre muitos outros.

Em Novembro de 1981, abriu a “MC Discoteca” no centro do Porto, local obrigatório para a descoberta das músicas “marginalizadas” pelos circuitos comerciais dominantes, mas também ponto de encontro e de convívio por onde passaram grandes nomes da música portuguesa e estrangeira.

Em 1989, iniciou a sua actividade de importador e distribuidor no mercado nacional de importantes catálogos de música Folk, Étnica, Tradicional, Clássica, Contemporanêa, Jazz e Blues, entre outros e de revistas das áreas folk e tradicional.

Avelino Tavares é sócio fundador da Associação “Amigos do Coliseu do Porto” e em Agosto de 1995, foi um dos principais impulsionadores e participou activamente na luta pela defesa do Coliseu do Porto, como espaço de cultura e de espectáculo. É também sócio fundador da “Associação José Afonso” e do “Centro Artístico e Cultural Adriano Correia de Oliveira”. É ainda sócio efectivo da “Associação de Jornalistas e Homens de Letras do Porto”.

Em Dezembro de 1998, participou na 1ª Assembleia Geral de Programadores “Teatros e Arenas” que se realizou no Rivoli – Teatro Municipal. E, em 2000, participou na 3ª Assembleia Geral de Programadores Culturais (Guimarães), foi sócio efectivo da Associação Portuguesa de Programadores Culturais, enquanto esta se manteve em actividade.

Entre os Festivais que produziu, organizou e divulgou contam-se:

· “Festival de Jazz do Porto”
· “Festival Intercéltico do Porto” – do qual foi também responsável pela programação das dezassete edições já realizadas.
· “Matosinhos em Jazz” – Em 1999, foi convidado a assumir a produção executiva, organização e divulgação da 3ª edição deste Festival Internacional, do qual realizou 7 edições.
· “Funchal Jazz Festival” – No mesmo ano de 1999, aceitou o convite da Câmara do Funchal para a realização deste evento até à sua 14ª edição.
· “Gaia Blues Festival” – Ainda em 1999 e em conjunto com o músico António Ferro, apresentou ao Pelouro da Cultura da Câmara de V.N. de Gaia este projecto que deu origem a quatro edições.
· “Praia Blues” – Praia da Vitória / Ilha da Terceira – Açores

Em Abril de 2000, assumiu a Direcção Editorial da colecção “Biografias MC” e lançou no mercado o primeiro volume “CARLOS PAREDES – A Guitarra de um Povo”. No ano seguinte é publicado o segundo volume da mesma colecção: “JOSÉ MÁRIO BRANCO – O Canto da Inquietação”.

Também em Novembro de 2002, lançou a colecção “MC- Poesia” com a edição de “Marginal (Poemas Breves e Cantigas) ” de Vieira da Silva.

Em Dezembro de 2005 editou o volume “Entrevistas MC”, que reúne algumas das entrevistas a personalidades do mundo da música, publicadas ao longo dos anos na revista MC – Mundo da Canção, como Carlos do Carmo, Adriano C. Oliveira, Fausto, Carlos Paredes, Rui Mingas, entre outros.

Em Março de 2008, produziu e programou o Festival “Noites de Fado”, que teve lugar no Teatro Colón/ La Coruña / Galiza e contou com a participação de Ana Moura, Jorge Fernando e Argentina Santos, entre outros.

Em Maio de 2009, organizou e produziu a primeira digressão de Patxi Andión em Portugal, que percorreu várias cidades do país: Figueira da Foz, Lisboa, Porto e Guarda, com concertos que obtiveram assinalável êxito.

A 29 de Maio de 2010, em parceria com o Núcleo do Norte da Associação José Afonso (AJA-Norte), participou na organização e produção do espectáculo evocativo do último concerto de José Afonso, realizado a 25 de Maio de 1983, no mesmo Coliseu do Porto, o qual também organizou.

No dia 27 de Novembro de 2014, juntamente com Luísa Amaro e Custódio Castelo, participou na homenagem a Carlos Paredes, integrada no festival “Guitarra d’Alma”, em Almeirim. Foi exibido o filme de Edgar Pera “Movimentos Perpétuos”, com música cedida pelo MC dos concertos de Carlos Paredes no Porto (Auditório Nacional Carlos Alberto).

Durante vários anos também exerce a actividade de agente de grupos pop-rock como: Psico, Arte e Ofício, Pesquisa, Roxigénio, Smoog, entre outros.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias