Posted by: JPP | 14/04/2017

EPHEMERA – NOTÍCIAS DA SEMANA (DE 10 A 16 DE ABRIL DE 2017)

EM CONSTRUÇÃO / A ACTUALIZAÇÃO SERÁ PERMANENTE ATÉ DOMINGO / O BLOGUE HABITUAL CONTINUA A CRESCER EM BAIXO.

copy-of-efemeros

APELO

Estão em pleno curso as eleições presidenciais  francesas e nós temos poucos materiais sobre esse importante acto eleitoral. O EPHEMERA  tem amigos em França e amigos em Portugal que tem amigos em França…Tudo faz falta, panfletos, cartazes, fotografias de paredes com propaganda eleitoral.  “Français, encore un effort si vous voulez être républicains” dizia o Divino Marquês.

NOTÍCIA DA ENTRADA DE UM IMPORTANTE ARQUIVO PESSOAL

Encontro do PM com o PCP (18 de Julho de 1995);
Encontro no Casa Branca (1995);
Conversa com o PM italiano (2 de Março de 1993).
Encontro com o Presidente Lubers (Bruxelas, 25 de Novembro de 1991).

O Arquivo de  José Maria Caldeira de Sousa Guimarães (Fafe, 1932-1998), oferecido pela família, e que muito agradeço, é constituído por dezenas de caixas, contendo muitas pastas e muitas centenas de documentos, incluíndo manuscritos, originais dactilografados, relatórios, correpondência, etc. A biografia oficial revela sua importância no interior das mais altas instâncias do estado:

  • *Chefe do Gabinete do Ministro de Estado Adjunto do Presidente do Conselho de Ministros, Mota Campos, até 1976.

 *Julho de 1976,  foi designado assessor económico de Ramalho Eanes, no Palácio de Belém, após o que substituiu interinamente Fernando Reino como Chefe da Casa Civil, até ao final do segundo mandato do então Presidente da República. Nessa qualidade, teve oportunidade de conhecer com detalhe os problemas que se levantaram à economia portuguesa após a queda do anterior regime politico e as perturbações por que passou a nossa economia no período politicamente conturbado de 1974 e 1975 e pode acompanhar de perto as soluções que foram sendo encaradas para fazer face a tais problemas.

*Pertencendo sempre dos quadros do Departamento Central do Planeamento,  fol ainda, entre 1986 e 1991 Conselheiro Económico da Embaixada de Portugal na Grã-Bretanha, de onde regressou para exercer a função de assessor do Secretário de Estado dos Assuntos Europeus do Ministério dos Negócios Estrangeiros

*Outubro de 1991, passou para o gabinete do então primeiro-ministro Cavaco Silva, para exercer  funções de assessor para os assuntos comunitários. Nesta qualidade, participou activamente na formação das posições portuguesas em relação aos principais dossiers comunitários e teve oporturnidade de acompanhar muito de perto todo o exercício da presidência portuguesa do conselho das comunidades europeias em 1992.

(Do Dicionário dos Fafenses, 2010.)

O espólio ainda não foi analisado em detalhe, mas para se perceber a condução dos assuntos políticos e de estado do Presidente Ramalho Eanes e do Primeiro-Ministro Cavaco Silva, assim como todo o processo europeu nas décadas de oitenta e noventa é fundamental. Caldeira Guimarães anota em detalhe as reuniões em que participa, quer em Portugal, quer em vários países, e entre os participantes dessas reuniões encontram-se os principais decisores portugueses e homens como Delors. Em conjunto com oas espólios e acervos de Sá Carneiro, Vítor Crespo, Sousa e Castro, e outros, permitem estudar em fontes únicas e originais, muita da história portuguesa dos últimos 40 anos.

*

TRABALHOS EM TORRES VEDRAS

Picture

Para além da exposição “Uma Nova Concepção de Luta” que decorrerá até ao fim do mês, no dia 21 de Abril, às 21 horas, haverá uma pequena exposição de materiais usados nos livros da Colecção Ephemera, e uma sessão de apresentação colectiva da colecção com todos os autores. Está prevista a exibição do filme em 360º feito por Rafael Antunes e a sua equipa de quatro salas do ARQUIVO. Estes eventos decorrem na Galeria Municipal de Torres Vedras.

Entre os eventos previstos para Torres Vedras inclui-se a apresentação do

NOVO LIVRO DA COLECÇÃO EPHEMERA

Exemplos de páginas do livro.

Saiu o 6º volume da Colecção Ephemera, o  catálogo dos autocolantes de organizações da Frente de Unidade  Revolucionária (FUR), incluindo a FSP, a LCI, a LUAR, o MES e o PRP-BR. Na sequência do volume sobre os autocolantes do PPD (1974-6) , esta é a segunda tentativa de fazer um catálogo de autocolantes ao modelo dos catálogos de selos, numerando e datando os diferentes espécimes, fornecendo os dados possíveis sobre autoria, tiragens, tipografias, etc. É uma tarefa de enorme dificuldade, pela desaparição dos dados, pela  dispersão das colecções, assim como pela ausência de qualquer corpus fiável que permita  constituir uma base de partida.

PROJECTOS DE CARTAZES PARA O EPHEMERA

Projectos de Miguel Januário.

*

AGRADECIMENTOS E ENTRADAS

PASTAS ENTRADAS NO ARQUIVO

RECORTES SOBRE A OPOSIÇÃO AO ESTADO NOVO E A REPRESSÃO

*

CENSURA – ARTIGOS DO JORNAL “A CAPITAL” ENVIADOS À CENSURA EM 1968

DIÁRIO NAUTICO A BORDO DA BARCA NOVA VENCEDORA DO PORTO PARA O RIO DE JANEIRO

*

MILITARIA

Entrou, por oferta, uma colecção de Militaria, compreendendo revistas, brochuras e livros.

*

DOAÇÃO DO ESPÓLIO DA CAMPANHA ELEITORAL AUTÁRQUICA DE 2013 DA LISTA “PARQUE DAS NAÇÕES POR NÓS”

Cartaz.

Agradeço ao Grupo de Cidadãos “Parque das Nações Por Nós (PNPN) a oferta do espólio da campanha de 2013, incluindo o  “conjunto de materiais físicos de divulagção e propaganda, jornais de campanha, autocolantes, folhetos, etc., assim como algum material digital” (incluindo audio e video). A intenção dos doadores é que seja “preservado todo o trabalho realizado por um grupo de cidadãos que acreditarm nas suas capacidades e puseram mãos à obra: a de gerirem o espaço que elegeram para viver, para educar os filhos, para se divertirem, para cuidarem dos pais, enfim para desfrutarem da vida na comunidade onde estão integrados ” (carta entregue ao ARQUIVO junto com os materiais).

Este é um excelnte exemplo de conservação de um espólio, que permite partir para a cobertura eleitoral da Freguesia do Parque das Nações em 2017, com um instrumento comparativo com as pessoas e as propostas de 2013. Todos as pastas do ARQUIVO estão permanentemente abertas para completar o material existente de todas as eleições posteriores ao 25 de Abril, e este trabalho retrospectivo é muito importante. É o caso deste  espólio que complementará uma pasta já aberta em 2013 (ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS DE 2013 – LISBOA – FREGUESIA DO PARQUE DAS NAÇÕES – GRUPO DE CIDADÃOS).

Os materiais estão já digitalizados e serão em breve publicados

*

Agradeço a Maximiano Pinto, de Vila Real, a oferta para cobrir as próximas eleições autárquicas naquela região e o envio de materiais de eleições anteriores.

*

PUBLICAÇÕES VÁRIAS

Continuam a entrar e a ser organizados livros, brochuras e panfletos ingleses e em inglês, oriundos dos envios da Irlanda  ( Kennys Bookshop & Art Gallery).

*

BIBLIOTECA DO COMANDANTE MONTEZ

*

Entrou, por aquisição, uma parte dos livros de Rui Carlos Freire Montez, conhecido como  Comandante Montez, capitão de mar e guerra, uma personalidade da Revolução de Abril, professor da Escola Naval, Director-Geral da Informação no período mais agudo do PREC, falecido em 2007. A biblioteca é bastante rica em publicações sobre política, a URSS e o comunismo, muitas das quais dos anos sessenta, que estavam então proibidas de entrar em Portugal.

(Alguns dos livros adquiridos em cima).

*

LIVROS E PAPÉIS DE MANUEL SENA RÊGO

Embora apenas uma pequena parte dos materiais do espólio de Manuel Sena Rêgo tenha já entrado no ARQUIVO, o que já entrou revela a importância desta oferta feita pela sua família. Nas pastas já entradas, encontra-se uma muito considerável colecção de documentos da oposição, em particular do MUD, MUDJ, MUNAF, MNI, movimentos pela paz, movimento estudantil, etc., e muitos períodicos clandestinos (Uni-vos pela Paz, Ressurgimento, Unidade!, Boletim Académico, MUD Juvenil – Boletim, etc.).. Em complemento, existe uma muito detalhada colecção de recortes cobrindo todas as notícias que a Censura permitia serem publicadas, o que constitui um instrumento de trabalho que poupa muito tempo aos investigadores deste período. Esta colecção de recortes, que se inicia nos anos 40, vai-nos permitir começar uma série de notas usando os recortes digitalizados e em ordem cronológica, que serão complementadas por recortes oriundos de outros espólios.

Algumas pastas já entradas no ARQUIVO:

RECORTES SOBRE A OPOSIÇÃO AO ESTADO NOVO E A REPRESSÃO

RECORTES SOBRE O “CRIME DO GUINCHO”

(Detalhes em breve.)

*

LIVROS E PAPÉIS DE FRANCISCO FREIRE(

(Detalhes em breve.)

*

EVENTOS

Em Alhos Vedros,  na Biblioteca Municipal, no dia 19 de Abril, às 21.30, serão aprsentados o filme Lápis Azul e o documentário de Rafael Antunes sobre a censura.

*

*

NÃO É DESLEIXO, É PURA FALTA DE TEMPO…

bibjppaldef6134b_brb… que faz com que haja atraso nas respostas, nalguns casos de meses, para tudo: ofertas, doações, convites, pedidos de visitas, etc, etc. Apesar de toda a actividade que desenvolvemos, e apesar dos esforços de muitos dos nossos voluntários mais dedicados, não existe nada de parecido com um “secretariado”. Por isso basta uma viagem, uma falta de transporte, uma conferência ou palestra a mais numa semana, uma falta de electricidade, uma avaria na Rede, para haver a jusante um qualquer atraso.  Este é um trabalho de amadores, no sentido preciso do termo, e o tempo é a única coisa que a dedicação não resolve. Desculpem por isso, os atrasos – não é desleixo é falta de tempo.

*

VALE A PENA “VER” O ARQUIVO / BIBLIOTECA DE FORMA DIFERENTE NO

EPHEMERA – SITE

Complementar ao blogue, com uma apresentação mais detalhada dos fundos do ARQUIVO, estas páginas permitem ver a colecção  de modo diferente, agregando por tipo as existências. Centenas de novas entradas são feitas por semana. Estão em construção novas páginas e outras são acrescentadas todos os dias.

Nova secção: DESENHOS

*

Outra excelente introdução ao trabalho que fazemos é a reportagem de Joana Reis, do Pedro Baptista que a filmou, junto com João Paulo Delgado, João Franco, João Pedro Matoso, e o João Pedro Ferreira que a editou na

17-de-dezembro-de-2016

Aqui (filme da TVI em versão integral),

Site  com material que não foi usado no filme.

EPHEMERA – BLOGUE / EPHEMERA – FACEBOOK / EPHEMERA – TWITTER

(Mais notícias em breve.)

 *

FILMES EM 360º DO ARQUIVO / BIBLIOTECA

Já estão no site do Expresso e no Facebook (1, 2, 3, 4),  uma série de quatro filmes feitos em diferentes salas do ARQUIVO em 360º, pela equipa do Rafael Antunes. O número de visualizações no seu conjunto  já ultrapassou as várias  dezenas de milhar. Podem ser vistas com estes óculos ou manipulando uma tablete ou telefone inteligente, permitindo “passear” pelos diferentes espaços. Trata-se apenas de uma parte pequena do conjunto, mas signifiicativa. No dia 21 de Abril, em Torres Vedras, numa sessão de apresentação da Colecção Ephemera, haverá uma sala e óculos de realidade virtual para os visitamtes.

Como escrevi numa pequena introdução ao EPHEMERA no Expresso;

É um trabalho pioneiro em Portugal, e dá a imagem “borgeana” da biblioteca universal, ou daquilo que eram no passado os “gabinetes de curiosidades”, que coloca visualmente este arquivo e biblioteca numa linha de combate contra a usura do tempo, que é a da Memória. O lema do Arquivo e dos “cidadãos arquivistas” que o mantêm é que a preservação da Memória do Passado, é uma arma para a Democracia do Presente.”

O DETECTIVE DOS ARQUIVOS

 Estes Plenários de Estudantes datam de 1974 e ocorreram no IST. Mas em que data precisa? Assim podemos procurar no ARQUIVO as convocatórias.

*

Pedro Esgalhado Isto parece o dolman da GNR (e provavelmente já então o era) – as dragonas sugerem ter-se tratado de um uniforme cerimonioso (mas não vou fazer finca-pé nisso: antigamente isso era “corriqueiro”) – as condecorações não são a minha praia… chamem os técnicos da falerística… 😉

*

debates35

*

EPHEMERA EM LISBOA

TRABALHOS NA  26 de março de 2016

(Em breve.)

*

Ver aqui.

*

TRABALHOS EM VIANA DO CASTELO

*

COLECÇÃO EPHEMERA


Deixar uma resposta

Categorias