EPHEMERA – NOTÍCIAS DA SEMANA (DE 26 DE JUNHO A 2 DE JULHO DE 2017)

EM CONSTRUÇÃO / A ACTUALIZAÇÃO SERÁ PERMANENTE ATÉ DOMINGO / O BLOGUE HABITUAL CONTINUA A CRESCER EM BAIXO

*

PLACA HONRANDO OS ESTUDANTES QUE COMBATERAM A DITADURA NA UNIVERSIDADE DO PORTO (30 DE JUNHO DE 2017)

Embora a placa, de iniciativa do Conselho Geral da Universidade do Porto, com o apoio unânime do conjunto das outras instituições académicas, seja de responsabilidade da Universidade do Porto, ela é uma consequência da exposição realizada pelo ARQUIVO EPHEMERA em colaboração com o FUTURE PLACES MEDIALAB FOR CITIZENSHIP sobre o Movimento Estudantil do Porto (1968-74), no ano passado. A outra consequência é o trabalho do ARQUIVO  numa base de dados sobre o movimento estudantil do Porto, já operacional e a ser “cheia”.

Inauguração da placa. Participaram Renato Soeiro (estudante que em 1974 tinha vários processos movidos pela Universidade e pela polícia), o Reitor  e o Presidente do Conselho Geral Conselheiro Alfredo de Sousa. (Fotografias de António Leal).

Texto da intervenção de Renato Soeiro aqui.

Fotografias de Manuela Monteiro.

Esta é uma fotografia histórica, tirada quando do descerramento da placa: na escadaria da actual Reitoria, onde se realizavam os Plenários ilegais dos estudantes da Universidade do Porto, um conjunto de antigos militantes estudantis encontraram-se, pela primeira vez juntando estudantes que eram miltantes de várias organizações políticas, que então competiam pela influência no  movimento estudantil. Na foto, há estudantes ligados a tendências como a “Unidade” (UEC/PCP), Núcleos Sindicais (CRECs/Grito do Povo), “Por um ensino ao serviço do Povo” (UEC(ML)/PCP(ML) , e outras organizações trotsquistas, católicas progressistas, etc.  No seu conjunto, reflectem o processo de politização muito acentuado dos anos finais da Ditadura e a radicalizaçõa das lutas estudantis, que faziam da Universidade do Porto, à data de 25 de Abril de 1974, aquela que tinha o maior número de estudantes atingidos pela repressão.

(Fotografia de António Leal)

*

Filme realizado pela Tv.Universidade do Porto.

*

NÃO É DESLEIXO, É PURA FALTA DE TEMPO…

(ISTO ESTÁ TÃO GRAVE QUE TENHO MESMO QUE REPETIR ESTA NOTA…)

bibjppaldef6134b_brb… que faz com que haja atraso nas respostas, nalguns casos de meses, para tudo: ofertas, doações, convites, pedidos de visitas, etc, etc. Apesar de toda a actividade que desenvolvemos, e apesar dos esforços de muitos dos nossos voluntários mais dedicados, não existe nada de parecido com um “secretariado”. Por isso basta uma viagem, uma falta de transporte, uma conferência ou palestra a mais numa semana, uma falta de electricidade, uma avaria na Rede, para haver a jusante um qualquer atraso.  Este é um trabalho de amadores, no sentido preciso do termo, e o tempo é a única coisa que a dedicação não resolve. Desculpem por isso, os atrasos – não é desleixo é falta de tempo.

*

AGRADECIMENTOS E ENTRADAS

PASTAS ENTRADAS NO ARQUIVO

*

Entrou, por aquisição, uma pequena colecção de documentos moçambicanos, com enfâse para os problemas das mulheres, na sua maioria oriundos da FRELIMO.

*

Entrou, por aquisição, um volume relativo à Peregrinação do Ano Santo (1950) a Roma dos “rapazes de Portugal”. É um volume particularmente interessante visto que contém anotações relativas aos diferentes momentos da viagem, de diferentes “peregrinos” e dos padres que os acompanhavam, assim como bilhetes, folhetos, panfletos, etc recolhidos no percurso.

 

*

ESPÓLIO CÉSAR OLIVEIRA

 

Entrou esta semana mais um conjunto de documentos, originais, manuscritos, correspondência, panfletos, brochuras, cartazes, fotografias e livros, com origem no ESPÓLIO de CÉSAR OLIVEIRA. Está-se a organizar o material entrado, tendo já sido inventariados mais uma série de brochuras e livros da rica colecção da e sobre a I República, uma das áreas de investigação e publicação de César Oliveira. Igualmente se iniciou a digitalização da colecção de fotografias, de que é um exemplo  REPÚBLICA PORTUGUESA (SÉRIE DE FOTOGRAFIAS).

Outras pastas entradas do ESPÓLIO:

[table “2” not found /]

*

Agradeço a BNP PARIBAS PRIDE PORTUGAL a oferta de um conjunto de material, incluindo panfletos, autocolantes e uma T-shirt.

*

Agradeço a Guilherme Proença o envio de um conjunto de panfletos das eleições presidenciais e legislativas francesas, ocorridas este ano.

*

APELOS

debates35

 

AUTÁRQUICAS 2017 – MAPA DOS MATERIAIS E FOTOS QUE INGRESSARAM NO ARQUIVO

VENEZUELA

*

O DETECTIVE DOS ARQUIVOS

EM QUE DATAS OCORRERAM ESTES ENCONTROS DE DIRECÇÕES ASSOCIATIVAS?

Sabemos que um decorreu em 24 de Outubro e outro em 7 de Novembro, mas não sabemos o ano.

*

EPHEMERA EM LISBOA/ PORTO/ TORRES VEDRAS / VIANA DO CASTELO

TRABALHOS NA  26 de março de 2016

Num acordo celebrado com a Livraria Ler Devagar, o espaço ocupado pelos trabalhos do ARQUIVO EPHEMERA triplicou, ocupando o corredor esquerdo ao lado da antiga rotativa. Isto vai permitir acomodar os muitos voluntários e amigos que lá estão a trabalhar e nos visitam, condicionar melhor o material que entra e permitir ter espaço para fazer pequenas reuniões, assim como melhorar a ecologia do sítio, muito quente no Verão. Agradeço a José Pinho e à Administração da livraria o seu apoio a este projecto.
**

Ver aqui.

TRABALHOS EM VIANA DO CASTELO

 

 *

ASSOCIAÇÃO CULTURAL EPHEMERA ©

Foi constituída uma associação cultural sem fins lucrativos chamada  ASSOCIAÇÃO CULTURAL EPHEMERA © com o objectivo de criar uma base institucional ao trabalho do EPHEMERA.  O acesso a espaços, o apoio privado e público, a realização de protocolos com instituições privadas e públicas como é o caso das universidades, o acesso ao crowdfunding e ao mecenato, são necessidades tendo em conta o crescimento exponencial do nosso trabalho e o valor dos fundos doados ou adquiridos. Continuaremos a depender essencialmente do trabalho voluntário e dos nossos próprios recursos, o arquivo e a biblioteca continuarão a ser privados até que haja uma outra solução institucional, mas a intenção é  ser cada vez mais o “mais público dos arquivos privados”.

*

VALE A PENA “VER” O ARQUIVO / BIBLIOTECA DE FORMA DIFERENTE NO

EPHEMERA – SITE

Complementar ao blogue, com uma apresentação mais detalhada dos fundos do ARQUIVO, estas páginas permitem ver a colecção  de modo diferente, agregando por tipo as existências. Centenas de novas entradas são feitas por semana. Estão em construção novas páginas e outras são acrescentadas todos os dias.

*

17-de-dezembro-de-2016Reportagem de Joana Reis, do Pedro Baptista que a filmou, junto com João Paulo Delgado, João Franco, João Pedro Matoso, e o João Pedro Ferreira que a editou na

 

Aqui (filme da TVI em versão integral),

Site  com material que não foi usado no filme.

 *

Já estão no site do Expresso e no Facebook (1, 2, 3, 4),  uma série de quatro filmes feitos em diferentes salas do ARQUIVO em 360º, por Rafael Antunes e a sua equipa.

EPHEMERA – BLOGUE / EPHEMERA – FACEBOOK / EPHEMERA – TWITTER

*

COLECÇÃO EPHEMERA

CARTAZES DO EPHEMERA

Cartazes  de Miguel Januário.

Está feita uma primeira tiragem destes cartazes que podem ser enviados a quem pretenda colocá-los em locais públicos.

*

*

Seja o primeiro a comentar

Deixar uma resposta