ESTRELA VERMELHA

21-02-2013Incluído em AS ARMAS DE PAPEL. PUBLICAÇÕES PERIÓDICAS CLANDESTINAS E DO EXÍLIO LIGADAS A MOVIMENTOS RADICAIS DE ESQUERDA CULTURAL E POLÍTICA (1963-1974)

 

Números clandestinos.

 

Com a divisão ocorrida no PCP(ML) em vésperas do 25 de Abril de 1974, os dois grupos (“Mendes” e “Vilar”) que se reclamavam do partido publicaram edições competitivas da Estrela Vermelha com a mesma numeração.

Com a dissolução de um dos grupos do PCP(ML) , depois de mudar de nome para CMLP, e integrar-se no PCP(R), o outro (“Vilar”) continuou a edição da Estrela Vermelha

Foram feitas reedições de vários números da série clandestina.

Instruções para redacção e paginação.

Seja o primeiro a comentar

Deixar uma resposta