EPHEMERA PARTICIPA EM “A CIDADE DOS ARQUIVOS” (BARREIRO, 15 DE JUNHO DE 2019)

Uma das peças com que o Arquivo Ephemera participa na exposição colectiva “A Cidade dos Arquivos”: a bandeira de um grupo esperantista do Barreiro “La Vekigo”.

“Dia 15 de junho, inaugura no Barreiro, pelas 17h00, no Pada Studios, a exposição “A Cidade dos Arquivos”, que apresenta ao público espólio da Administração dos Portos de Lisboa, Sesimbra e Setúbal, Centro de Documentação do Museu Industrial da Baía do Tejo, Ephemera, Espaço Memória e Fundação Amélia de Mello. Esta mostra insere-se nas Comemorações do Dia Internacional dos Arquivos, que se assinala a 9 de junho.

Programa Inauguração:

17h00 | Inauguração da exposição

17h30 | Conversa

18h30 | A Associação Out.ra apresenta Joana Guerra em Concerto

 

Estão, ainda, previstas Visitas Orientadas | das 14h30 às 19h00

Dia 17 – Administração dos Portos de Lisboa, Sesimbra e Setúbal

Dia 18 – Fundação Amélia de Mello

Dia 19 – Ephemera

Dia 21 – Centro de Documentação do Museu Industrial da Baía do Tejo

Dia 22 – Espaço Memória/ Arquivo

«Os arquivos são um elemento fundamental para a compreensão do nosso passado, que é como quem diz do nosso presente e do nosso futuro. Os arquivos são um espaço de luta contra o esquecimento, contra o desconhecimento, contra o desordenamento da memória. É, portanto, nos arquivos que se encontra a chave daquilo que podemos considerar de maior importância para a construção da nossa identidade – a memória.

Os arquivos são espaços que necessitam de espaço. Cinco arquivos de inegável relevo encontraram esse espaço de que necessitam no Barreiro, A Cidade dos Arquivos, mais precisamente no território da Baía do Tejo.

Os arquivos também necessitam de vida, e é por isso que a Cidade dos Arquivos quer colocar os arquivos a comunicar entre eles, com a academia, com os artistas, com o Barreiro, com o mundo.

Os arquivos da Baía do Tejo, Espaço Memória do Barreiro, Ephemera, Fundação Amélia de Mello, e Administração do Porto de Lisboa, Sesimbra e Setúbal convidam-no a participar nesta Cidade dos Arquivos.»

A mostra “A Cidade dos Arquivos”, com entrada gratuita, estará patente até 22 de junho, das 14h30 às 19h00 (exceto domingo, dia 16, e o feriado de 20 de junho).

CMB”

Seja o primeiro a comentar

Deixar uma resposta