EPHEMERA DIÁRIO (4 DE ABRIL DE 2020): UMA MANEIRA ESTRANHA DE INSULTAR

Este é sem dúvida um dos mais bizarros panfletos políticos publicados em Portugal. Escrito nos últimos meses da monarquia, mas divulgado só depois da implantação da República, é de autoria de um republicano, Paulo Mascarenhas, contra outro republicano de muito maior nomeada, Brito Camacho. Trata-se de um panfleto insultuoso contra “Brito Capacho”, usando a curiosa forma de um anagrama. palavras ou frases resultantes do rearranjo de outras palavras. O autor usa um texto laudatório de Camacho para o tornar numa série de insultos que termina prometendo “bofetadas, chicotadas, risos de despreso e ser arrastado na merda“. Embora se trate de uma animosidade  pessoal de Paulo Mascarenhas já antiga, é possivel que as posições crescentemente críticas de Brito Camacho á hegemonia do Partido Republicano Português tivessem levado á publicação do panfleto.

Seja o primeiro a comentar

Deixar uma resposta