EPHEMERA DIÁRIO (9 DE ABRIL DE 2020):VERDE POR FORA, VERMELHO POR DENTRO

 

 

 

 

 

 

 

 

O nome técnico deste tipo de publicações é alemão Tarnschriften e tem a ver com a sua “invenção” pelo Partido Comunista Alemão. Trata-se de uma publicação clandestina, proibida, escondida por detrás de uma capa pacífica. Através da Internacional Comunista e dos seus aparelhos clandestinos chegou a outros partidos comunistas como o português, o espanhol e o norueguês. que desde o início dos anos trinta produziram este tipo de publicações. Em Portugal, o PCP clandestino fez várias destas edições, uma das quais está aqui reproduzida. O mais célebre Tarnschrift publicado em Portugal foi o Menino da Mata e o seu Cão Piloto, em 1941, um dos textos mais virulentos contra o “grupelho provocatório”, a direcção legítima do PCP que os “reorganizadores”  conseguiram afastar.O Menino da Mata e o seu Cão Piloto, era uma história popular vendida en folhetos nas feiras.

Seja o primeiro a comentar

Leave a Reply