EPHEMERA SPORT: ALMANAQUE DO DESPORTISTA MADEIRENSE, 1945

“Aqui vai uma outra bela e curiosa raridade presente no Núcleo Ephemera Sport: O Almanaque do Desportista Madeirense, volume coordenado e dirigido por Mota de Vasconcelos, publicada no início de 1945. A ideia original era publicá-lo todos os anos, mas não houve seguimento; o de 1945 é o único exemplar editado, o que o torna ainda mais raro.

O conceito de almanaques tem já uma história centenária; originariamente eram principalmente publicações onde podíamos encontrar informações meteorológicas, astronómicas e do calendário, fases lunares etc.

Com o passar do tempo, e já no século XX, adquiriu uma definição mais ampla e abrangente e passou a ser um livro anual (anuário) no qual eram anotadas todas as informações relacionadas com interesse para uma particular categoria de pessoas e com determinada periodicidade, muitas vezes anual. Incluiam – e incluem –  por exemplo, eventos históricos, efemérides, notícias, curiosidades.

Foi já neste molde que foi preparado e editado este Almanaque onde podemos encontrar informações sobre a evolução histórica das modalidades desportivas, os acontecimentos cronológicos, as biografias e os principais “sportsmen” do desporto madeirense.

Era uma verdadeira mina de informações para quem quisesse estudar as origens do movimento desportivo madeirense.

A publicação não foi com certeza barata, mas teve um importante apoio económico, como se pode notar pelo elevado número de anúncios e anunciantes presente nas suas páginas.

A primeira parte do livro é uma “Galeria de Honra” das personagens que mais contribuíram para a prática e difusão do desporto e das modalidades. Entre eles podemos destacar Harry Hinton: grande “sportsman”, praticou cricket, natação, ténis (jogou contra o Rei D. Carlos I aquando da sua deslocação à Madeira em 1901) e futebol. Aliás, é no jogo da bola que mais marcas deixou, tendo sido o promotor e organizador do primeiro “ensaio” de futebol em Portugal, no ano 1875: o Largo da Achada na Camacha foi o palco deste primeiro “match”! Mas são muitas as figuras citadas e lembradas no almanaque.

A segunda parte é dedicada ás “Efemérides da Vida Desportiva da Madeira”: uma riquíssima e pormenorizada lista de eventos que ocorreram na “Pérola do Atlântico”, em cada dia do ano solar.

Uma terceira parte, é dedicada a “Notas, factos e figuras das diversas modalidades desportivas”, desde o futebol ao ciclismo, cricket, atletismo, náutica, ténis, ping pong e mais uns quanto. Ah, fala-se também de Escutismo e de Girls Guide (Grupo das Guias de Portugal, escutismo ao feminino).

Todas essas informações eram intercaladas por assuntos diversos e por deliciosas preciosidades de “humorismo desportivo”, como por exemplo a que dizia que: “É um erro afirmar que os árbitros não devem ter clubismo. Deverão pelo menos ter um clube: Boavista.”

Assim se ria nos anos 40…”

Texto de Euprémio Scarpa

Seja o primeiro a comentar

Leave a Reply