EPHEMERA DIÁRIO (2ª SÉRIE) – O ZÉ POVINHO LÊ O AVANTE! (25 DE FEVEREIRO DE 2021)

O Zé Povinho, criado por Rafael Bordalo Pinheiro, é pouco usado na iconografia política da democracia. A “porca da política”, também de Bordalo, é mais popular. Mas há uma excepção no uso do Zé Povinho, que é o PCP. Para além de um Zé Povinho que anda nas manifestações, sempre saudado efusivamente, das Festas da Alegria, o equivalente à Festa do Avante em Braga, este prato de cerâmica mostra o dito a ler o Avante!. Mas este Zé Povinho, figura manhosa do camponês, que desconfia de tudo e de todos, e que distribui manguitos a quem nele quer mandar, ou roubar, ou fazer pagar impostos, que não gosta de padres nem de políticos, que ressente a canga que lhe querem por em cima, ele que conhece muito bem que papel tem a canga nos bois, aparece aqui demasiado circunspecto e direitinho. Pudera, ler o Avante! é uma coisa séria, para fazer do Zé Povinho comunista, ele que é mais para o lado anárquico, para além de não falarmos do seu amor à propriedade privada das suas terrinhas…

Seja o primeiro a comentar

Leave a Reply