NÚCLEO EPHEMERA SPORT: Caderneta de Cromos – 1951-1952

“Há uma ligação umbilical entre o futebol e o colecionismo de cromos: não há pessoa que pelo menos uma vez na vida não tenha entrado nesta “loucura”: trocas, raridades, cadernetas acabadas, autocolantes. Ainda há muitos adultos que se deliciam nesses coleccionismos e o Núcleo Ephemera Sport tem no seu espólio um número considerável de cadernetas e de cromos soltos que enriquecem o arquivo de cores e figuras. Mas queremos falar em particular de uma, a mais antiga presente na nossa biblioteca: uma caderneta da época 1951-1952 lançada pela Fábrica Universal.

A origem dos cromos em Portugal remonta aos anos 20 quando algumas marcas de tabaco ofereciam cartões- brindes. Na mesma época, começaram a surgir os cromos enquanto invólucros de rebuçados e caramelos, passando a ser conhecidos como cromos de caramelos. Quanto à venda dos cromos como artigo em si, não associado a qualquer sub-produto, como era o caso dos chocolates, dos tabacos e dos rebuçados e caramelos, parece ter tido origem nos anos 40, por influência de Espanha, que foi sempre um bom produtor de cromos. Aliás, as primeiras colecções de editoras portuguesas eram reedições autorizadas  de editoras espanholas. Um dos conceitos ligados a este tipo de cromos, era o baixo custo de produção, para ser acessível a todas as classes; de um modo geral os cromos eram de fraca qualidade gráfica, sendo usadas inicialmente fotografias a preto e branco que depois eram coloridas

A caderneta que possuímos é da época futebolística 1951-1952 e foi lançada pela Fábrica Universal, uma das mais “activas” neste mercado das cadernetas e cromos de caramelos. Nesta época a Fábrica decidiu inovar e, além dos tradicionais onze cromos de jogadores para cada equipa, introduziu mais duas figuras: o símbolo e a bandeira dos clubes.

Assim podemos conhecer os planteis, o emblema e as cores das equipas que participaram no campeonato da 1ª Divisão neste ano 1951-52: O Sport Lisboa e Benfica, Sporting Clube de Portugal, Futebol Clube do Porto, Os Belenenses, Sporting Clube de Covilhã, Boavista FC, FC Barreirense ,GD Estoril Praia, Sporting Clube de Braga, Vitória Sport Clube, Associação Académica de Coimbra, Atlético Clube de Portugal, Clube Oriental de Lisboa e Sport e Comércio Salgueiros.

Para os mais curiosos e fanáticos de estatísticas, um informação: o campeonato foi ganho pelo Sporting Clube de Portugal.”

Texto de Eupremio Scarpa.

Seja o primeiro a comentar

Leave a Reply