ARQUIVO

NÚCLEO DO TEMPO: CANECA DE RELÓGIOS FLIK FLAK

“Fundada em 1987, a flik flak é líder mundial de relógios infantis. Pertence ao maior grupo relojoeiro do mundo, o Swatch Group, que tem um portefólio vasto – vai de Breguet a Swatch, passando por Omega, Longines ou Tissot. A flik flak tem um pendor pedagógico – procura ensinar as […]

ARQUIVO

NÚCLEO DO TEMPO NO ARQUIVO EPHEMERA: AS FORMAS DO TEMPO

“O Núcleo do Tempo do Arquivo Ephemera acaba de receber relógios que eram do Mirantense Futebol Clube. Formas naif, materiais humildes, mas leituras palpáveis, pilares de horas e minutos etéreos. Troféu da Federação Portuguesa de Futebol, ganho num qualquer torneio de bairro (o relógio é mecânico, com alarme); propaganda a uma empresa de material […]

ARQUIVO

NÚCLEO DO TEMPO DO EPHEMERA: O MUSEU DO RELÓGIO

O Museu do Relógio tem produzido ao longo dos últimos 20 anos uma série de edições, quase todas hoje em dia esgotadas. Do seu Director, Eugénio Tavares de Almeida, acabámos de receber documentação relacionada com esses relógios. Vai para o Núcleo do Tempo do Arquivo Ephemera. Obrigado.   Do blogue de Fernando Correia de Oliveira […]

ARQUIVO

NÚCLEO DO TEMPO NO EPHEMERA: UM LUNÁRIO PERPÉTUO

“Sabia que há uma Estrela Horologial? E que ela lhe permite saber as horas, de noite? Quer saber como achar as horas, de dia, através da mão? Ou como construir um relógio de sol? A tudo isto dá resposta o Lunário ou Prognóstico Perpétuo de Jerónimo Cortez. Em cima, uma edição […]

Núcleo do tempo

NÚCLEO DO TEMPO DO EPHEMERA: CINTURINHA DE VESPA

“Do Núcleo do Tempo do Arquivo Ephemera: páginas do Almanach Hachette para 1899 dedicadas ao vestuário masculino e feminino. Aqui se fala de uma peça que atravessou a História desde sempre – o espartilho. “Puisque la mode est plus forte que la Raison, portez des Corsets, mais ne vous serrez pas”, diz […]

Núcleo do tempo

NÚCLEO DO TEMPO NO EPHEMERA: ALMANACH PARISIENSE

Capa do Almanach da Parisiense para 1873, com ilustração de Alberto e impressão em Lisboa. “No Núcleo do Tempo do Arquivo Ephemera há um volume sobre o qual não encontrámos, até agora, quaisquer referências, o que denotará a sua raridade. Para além de escassas 16 páginas com as habituais indicações sobre o […]