ENTRADA – MATERIAIS PREPARATÓRIOS DA REVISTA KINO (1965)

Prospecto da Kino.

“Manifesto” da Kino escrito por Múrias.

Entrou para o ARQUIVO um conjunto de materiais preparatórios para a criação de uma revista de cinema Kino, na tradição de uma outra com o mesmo nome existente nos anos trinta. Tratava-se de uma iniciativa de um conjunto de críticos de cinema e cineastas muito ligados aos sectores mais à direita do regime salazarista, no qual tinha papel predominante Manuel Maria Múrias que fazia crítica de cinema no Diário da Manhã (1).

Notas e artigos para a Kino ( Múrias, Felix Ribeiro, Jorge Pelayo).

Entre a documentação entrada conta-se originais de artigos, fotografias de agência, prospectos e uma muito interessante correspondência entre Múrias e António Lopes Ribeiro, sobre cinema e a nostalgia dos anos trinta.

António Lopes Ribeiro.

Correspondência Múrias – António Lopes Ribeiro.

 

 

 

NOTAS: correspondência, manuscritos, dactiloscritos e fotografias deste espólio estão elencados nas respectivas bases de dados.


(1) Sobre Manuel Maria Múrias veja-se Francisco Rui Cádima, “Manuel Maria Múrias, um “intelectual orgânico” na RTP ao tempo de Salazar”, Comunicação e Cultura, 7, 2009.

Seja o primeiro a comentar

Deixar uma resposta