MORREU UM AMIGO DO EPHEMERA – ALEXANDRE SOARES DOS SANTOS

Não concordámos em muita coisa, tivemos debates a sério em público (por exemplo, um em Aveiro com uma sala de cinema cheia), mas mantivemos sempre uma relação cordial e amigável. Ele acompanhou o projecto do EPHEMERA e manifestou sempre interesse por ele. Queria vir à Marmeleira ver a BIBLIOTECA e ARQUIVO, intenção várias vezes manifestada, mas  circunstâncias de tempo e o agravamento da sua doença impediu-o. Foi pena, ele ia gostar de ver.

 

JPP

Seja o primeiro a comentar

Deixar uma resposta