EPHEMERA DIÁRIO (22 DE ABRIL DE 2020): SANCHO PANÇA E A ASPIRINA

Este D. Pancho não tem D. Quixote, mas é coincidência a mais para não ser Sancho Pança. Também cavalga um burro,  radiante pelo milagre da aspirina, e traz atrás de si todo um falanstério de animais, incluindo uma vaca que acompanhava o seu dono na dor de cabeça. Pancho, aliás Sancho, também resolveu nesta antiga publicidade um velho dilema que nascera de uma frase de Cavaco Silva sobre as vacas que sorriam nos Açores, uma associação com o queijo “La Vache Qui Rit”. Na verdade, são vacas a rir a mais, para que os simpáticos bichos não se riam mesmo. É a vaca do queijo, a vaca de Cavaco e uma vaca “feliz”que aparece num reclame dos produtos açoreanos. Agora com a chancela da Bayer, deixou de haver dúvidas.
(Colecção de Publicidade)

(Colecção de Publicidade)

 

Seja o primeiro a comentar

Leave a Reply