EPHEMERA DIÁRIO (31 DE MAIO DE 2020): UM “GABINETE DE CURIOSIDADES” MODERNO

Este é o último EPHEMERA DIÁRIO, que tem sido enviado aos nossos associados e amigos durante grande parte do período do confinamento, desde final de Março até hoje, cerca de 65 entradas, mais de dois meses sem falhar um dia. Foi uma iniciativa com muita receptividade, incluindo a sua reprodução pela TVI24, resultado do trabalho da Joana Reis. O conjunto do EPHEMERA DIÁRIO, que contou com vários amigos do EPHEMERA na sua feitura, uns assinando outros permanecendo anónimos, vai sair em livro editado pela Tinta da China. Um dos seus objectivos foi mostrar a diversidade dos fundos do arquivo e o modo como é possível “lê-los” de forma integrada, por muito diferentes que sejam. Seguimos uma linha de “curiosidade”, como nos antigos “Gabinetes de curiosidades”, mas sem o caos desses gabinetes e fazendo uma aproximação entre a biblioteca, o arquivo e o museu, fornecendo um contexto comum. No texto que publicamos no nosso 10ª aniversário tentámos expor o que é único neste EPHEMERA.

Nunca parámos de trabalhar nestes dias de peste e, pouco a pouco, se verão os resultados. Não só começámos a organizar fundos que entraram nos últimos anos e estavam intocados, como recebemos nos últimos tempos muitos espólios e acervos, alguns dos quais incluem fontes inéditas e que mudam a história de Portugal. Por tudo isto convém reiterar que o ARQUIVO EPHEMERA é uma instituição da sociedade civil, assente no trabalho voluntário e pro bono, gerido de forma a ser sustentável, e muito cioso da sua independência. O que podemos fazer é aquilo que os nossos amigos e associados permitem, com as suas quotas e doações. Temos hoje cerca de 350 associados e vamos fazer uma campanha até ao fim do ano para sermos 400. O nosso trabalho é mais sólido e tem mais possibilidades se todos nos ajudarem associando-se (PROPOSTA DE ASSOCIADO), aumentando o valor da quota, pagando as quotas (ninguém ficará de fora nestes tempos difíceis se não o puder fazer), e nos ajudarem com donativos, patrocínios ou utilizando qualquer outra fórmula. A Associação Cultural Ephemera é uma instituição de utilidade pública e isso significa vantagens fiscais para as pessoas e empresas, e possibilidade de mecenato.

Conhecendo os nossos amigos, sabemos que vamos ter resultados.

Seja o primeiro a comentar

Leave a Reply