NÚCLEO DO TEMPO NO EPHEMERA: Coisas do Ephemera – há 150 anos, saber o princípio da aurora, para evocar os mortos

“No Núcleo do Tempo do Arquivo Ephemera há vários volumes do Almanak Familiar. A edição para 1871, composta pelo padre João Maria Pinto da Gama, “discípulo que foi do padre V. Ferreira”, inclui Tabelas Astronómicas, presumivelmente afinadas para Lisboa, dando as horas do nascer e do pôr do sol ao longo dos dias do ano.  Assinala-se ainda “o princípio da aurora”, altura importante para “regulamento da Missa das Almas”, e no âmbito da complexa Liturgia das Horas (canónicas).”

 

Mais no blogue de Fernando Correia de Oliveira, Estação Cronográfica

Seja o primeiro a comentar

Leave a Reply