EPHEMERA DIÁRIO (2ª SÉRIE) – O HIPOPÓTAMO DE BAMAKO (28 DE FEVEREIRO DE 2021)

Que o longo braço do ARQUIVO EPHEMERA se estenda até ao Boulevard de L’Independance em Bamako, a capital do Mali, não nos surpreende. Temos bons amigos por todo o lado, que sabem do nosso interesse pelas campanhas eleitorais, por muito exóticas que pareçam. A razão é simples, é sempre possível aprender alguma coisa quando comparamos, sejam as palavras de ordem, os grafismos ou a iconografia. Como não temos em Portugal nenhum arquivo político verdadeiramente internacional, esforçamo-nos por fazer um. Vamos ao Irão e arrancamos cartazes eleitorais das paredes (um acto suicidário de alguns amigos), vamos ao Trump country ver os stickers nos SUVs, recebemos “santinhos” do Brasil e panfletos de Belarus. Já para não falar dos terrenos mais familiares, Espanha, França, Reino Unido, Irlanda, EUA, etc. Mas, mesmo assim, um hipopótamo coberto de cartazes eleitorais, não há muitos, até porque o animal é muito perigoso. Não nos come, mas mata.

Seja o primeiro a comentar

Leave a Reply