NÚCLEO DE GASTRONOMIA DO EPHEMERA: GASTRONOMIA EPISTOLAR

“Cartas enviadas de Trás-os Montes, por Maria Luísa, sem data, com receitas da região. São dirigidas a uma amiga de Lisboa, Rita Sacramento de Almeida. Esta, recentemente falecida, fez do Ephemera seu beneficiado em testamento. As cartas fazem parte de um extenso espólio de receitas manuscritas, recortes, e livros de cozinha daquela que Maria Luísa classifica de “mestra”.
Maria Luísa costuma “matar porcos com a ajuda de 2 mulheres” e refere: “A grande especialidade daqui desta zona até Bragança, Mirandela é a das alheiras. O doce e colher mais usado é a aletria”.
As receitas enviadas incluem: trutas, barbos, bogas, escalos, sável, fritos; arroz de frango com a calda a correr; arroz de cabidela; sopa com sangue (de porco) cozido; leitão assado; milho em caldo de porco; febras de porco fritas; bôla de bife, presunto, salpicão, toucinho, perdiz ou galinha estufada – “o presunto, o salpicão e o toucinho estão crus”; e “a mesma massa dá para outra bôla, desta vez com canela, açúcar, nozes, amêndoas e fruta cristalizada”.
“Até me custa enviar a uma mestra umas receitas tão mal explicadas! diz Maria Luísa. “As suas receitas são muito explicadinhas e com as quantidades especificadas, de forma que é uma delícia utilizá-las”.

Seja o primeiro a comentar

Leave a Reply