Sem imagem
Amélia de Bragança

UMA OBRA COLECTIVA – AGRADECIMENTOS E ENTRADAS

“…não julgue que eu vou na conversa dos pretos…” (1959) Agradecer é uma actividade regular no EPHEMERA, que faço com todo o gosto. Cada vez mais acontece que, em cada conferência, debate, encontro em que participo, aparecem amigos do EPHEMERA com alguma coisa para contribuirem para o ARQUIVO / BIBLIOTECA. […]