NUNO RODRIGUES DOS SANTOS E A LEGALIZAÇÃO DO ABORTO (11 DE NOVEMBRO DE 1982)

NOTA: existem nos papéis de Nuno Rodrigues dos Santos um conjunto de documentos sobre a primeira votação na Assembleia da República sobre a questão do aborto, ocorrida em 11 de Novembro de 1982. Na bancada do PSD foi imposta disciplina de voto, que apenas foi violada por Pedro Pinto, então dirigente da JSD, o que lhe motivou um processo disciplinar (que também existe, pelo menos em parte, no ARQUIVO / BIBLIOTECA). Nuno Rodrigues dos Santos aceitou a disciplina, mas escreveu uma declaração de voto “profundamente desgostoso” por não ter votado conforme o seu pensamento.  Aqui se regista a declaração, assim como um conjunto de documentos recebidos pelos deputados, a favor e contra, num dos momentos em que a pressão externa sobre uma votação na Assembleia foi maior.

Declaração de voto.

Postal e dossier da COMISSÃO DE MULHERES PELA LEGALIZAÇÃO DO ABORTO EM DEFESA DA MATERNIDADE RESPONSÁVEL.

Carta enviada aos deputados.

Nota do Conselho Permanente do Episcopado sobre o Aborto.

Conferência contra a legalização do aborto organizada pelos Movimentos da Família, Braga, 1983.

Seja o primeiro a comentar

Deixar uma resposta