EPHEMERA – NOTÍCIAS DA SEMANA (DE 28 DE AGOSTO A 3 DE SETEMBRO DE 2017)

EM CONSTRUÇÃO / A ACTUALIZAÇÃO SERÁ PERMANENTE ATÉ DOMINGO / O BLOGUE HABITUAL CONTINUA A CRESCER EM BAIXO

*

 10.000 !

Rigorosamente são 10.169 seguidores nas redes sociais (6.181 no Facebook e 3.988 no Twitter) que, por todo o país e estrangeiro, acompanham e divulgam o nosso trabalho e que, generosamente, têm contribuído para a recolha de materiais das Autárquicas 2017.,Mais de 16.000 é o número de visitas que já teve o nosso mapa das Autárquicas 2017 que, até ao momento, recenseia 665 listas de candidatos a Câmaras Municipais e Juntas de Freguesia.

*

FAÇA PARTE DA ASSOCIAÇÃO CULTURAL EPHEMERA ©

*

O “EPHEMERA” VAI TER UM PROGRAMA SEMANAL NA TVI24

ANÚNCIO CONJUNTO TVI24 – EPHEMERA

 *

O ESFORÇO DAS AUTÁRQUICAS

AUTÁRQUICAS 2017 – MAPA DOS MATERIAIS E FOTOS QUE INGRESSARAM NO ARQUIVO

NOVO – Duas páginas e um mapa  para ajudar a acompanhar o trabalho das autárquicas:

ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS DE 2017

ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS DE 2017 – CONCELHOS E FREGUESIAS  (Pagina em construção)

Em ambos os casos, o material recenseado é o públicado, não o recebido e por publicar.

*

COBERTURA 

[visualizer id=”281138″] [visualizer id=”281145″]  (com pelo menos uma lista)

Há pelo menos 20000 espécimes para recolher. Na verdade, há muito mais. E ninguém está a fazer este trabalho.

*

Não é o caso de um grande número de amigos e voluntários que têm vindo a recolher uma informação preciosa das campanhas, entre os quais (lista sempre a ser actualizada): Joana Pulido ( a quem manifesto a solidariedade dos riscos das rotundas, que conhecemos bem), Ricardo Morais, Jorge Nunes, Rogério Santos, Emanuel Tiago, Hélder Rodrigues, Ana Pinto, João Rebelo Martins, Luís Miguel Vinagre, António Leal, Júlio Sequeira, Mafalda Viana, Mafalda Braz Teixeira, Catarina Horta, Ana Calçada, Rui Henriques, Manuel Seixas, António Rosa, Rita Maltez, Irene Simões, Jorge Henriques, Maximiano Pinto, Maria Faustino, Isabel Campos (e os amigos de Viana), Bernardo Gouveia, Joaquim Matos, Vítor Crespo, Manuel Modas, Graciete Caldeira, José Carlos Santos,  Eduardo Costa Pinto, Renato Soeiro, Patrícia Seixas, José Manuel Rocha, Tiago Salgueiro, António Aguiar, Helder Barros, Ana Maria Abrantes, Tiago Ferreira, Ascenso Simões, Joaquim Bastos, Rui Dinis Silva, Henrique Sá-Melo, Pedro Silveira, Pedro Madureira, Luís Pinto, Armando Martinho, Helder Barros, Vítor Lemos,  Isabel Arantes, Fabian Figueiredo, Gonçalo Brito Graça, Helder Rodrigues e muitos outros. Cerca de 2500 emails com informação sobre as autárquicas foram recebidos entre Julho e Agosto.

*

AGRADECIMENTOS E ENTRADAS

PASTAS ENTRADAS NO ARQUIVO

(Em breve.)

*

VISITAS E OFERTAS

Realizaram-se este fim de semana visitas ao ARQUIVO / BIBLIOTECA de cerca de trinta amigos, organizados pela Editora Sana à volta do livro do autor marmeleirense Rui Marcelino Abrigados , que refere nas suas páginas o EPHEMERA, e também dos nossos amigos de Viana do Castelo, Isabel Campos e António Barroso, cuja actividade tem sido crucial na divulgação da nossa activividade e na recolha de materiais.

Os nossos amigos trouxeram várias ofertas para o ARQUIVO / BIBLIOTECA de que destaco algumas publicações da Editora Sana, como este livro sobre a Pateira de Fermentelos

ou a oferta da Ana Filipa de um conjunto de autocolantes feitos depois do 25 de Abril nos EUA:

MATERIAL VINDO DE VIANA DO CASTELO

Trazido pelos nossos amigos de Viana durante a sua visita veio algum do material depositado no ponto de recolha da cidade. Trata-se de mais uma série de documentos, recortes, periódicos, autocolantes, calendários, panfletos, lirvos, brochuras, manuscritos, correspondência, etc. de que destaco vários relativos á vida social, cultural e política vianense:

Algum do material recebido de Viana e os respectivos agardecimentos:

Lista dos doadores e do material recebido:
– publicações locais, fotografias, programas, convites, convites de casamento, fichas de avaliação, manuscritas, para o ensino primário, facturas, livros, postais, envelopes timbrados, uma carta/ofício modelo do ME Couto dos Santos, impressa, enviada a uma professora que se tinha aposentado, a agradecer o trabalho desenvolvido, 1992, etc. (doação de Olinda Parra);
– uma nova remessa de calendários de José Manuel Cristino – eleições autárquicas, STAL, ATAM, greves gerias, sindicatos, serviços sociais, publicidade …

– material relativo à Companhia dos Diamantes, um ofício, uma carta com o regulamento e contrato de pessoal médico, uma requisição médica emitida em  Dili, eleições legislativas de 1985, doado por António Simões Viana;
– Lurdes Carreira ofereceu 10 jarras da Festa do Avante;
– Isabel Carvalho enviou fotografias da campanha de Amarante – PS, PDR, coligação e Avelino Torres – programas de espectáculos e um estojo de costura da campanha de Francisco Assis, Porto;
– José Bacelar doou a colecção completa da revista A Medalha e outras publicações sobre medalhística:

 

ESPÓLIO MUNDO DA CANÇÃO

Novidades sobre o processamento do Espólio do Mundo da Canção (em breve).

A PARTIR DE AGORA TODA A INFORMAÇÃO DO ESPÓLIO MUNDO DA CANÇÃO SERÁ CONCENTRADO NA PÁGINA DO SITE DEDICADO AO ESPÓLIO.

_____________________________________________________________________________

 Porto24 (30 de Maio de 2016)

MC, a minha Bíblia musical

Comprei o primeiro número da Mundo da Canção ainda muito jovem, Dezembro de 1969, capa com foto de Francisco Fanhais, padre e cantor de intervenção política, hoje presidente da Associação José Afonso. O editorial traduzia intenções e separava águas: “divulgar o mais possível todos aqueles que estão lutando para transformar e dar novos rumos à música portuguesa”. Estava dado o mote para conquistar uma legião de fiéis leitores que não se reviam nas figuras de opereta do Estado Novo. Só para avivar memórias recordo uma parte do sumário: textos e poemas de Gilberto Gil, Luís Cília, Rolling Stones, Patxi Andion, José Afonso, Chico Buarque, Serrat, Elvis Presley, Manuel Freire… O número seguinte puxou para a primeira página Paco Ibañez (um ilustre desconhecido em Portugal e prestigiado no país vizinho) e o terceiro número, Joan Baez, uma das figuras míticas da América dilacerada pela guerra do Vietname.

A partir daqui nunca mais deixei de comprar todos os meses a revista, espécie de bíblia musical e farol de ideias com preciosos contributos sobre autores, compositores, poetas, músicos. Depois, a MC abriu outros horizontes e partiu à descoberta de outras sonoridades, fundou o Intercéltico no Porto (lembram-se de ouvir Alan Stivell, grupos únicos como “Gwendal”, em 1991, com o Rivoli a abarrotar, “Chieffains”, Kepa Junkera ou a gaiteira de música celta Suzana Seivane?) fundou a MC Discoteca, organizou exposições, concertos, promoveu a importação e distribuição de imperdíveis catálogos de música folk, tradicional e étnica, sem esquecer nomes da clássica, jazz e blues (até B.B King veio ao Porto através da MC) defendeu causas, entre as quais, a defesa do Coliseu do Porto quando os demónios da IURD queriam comprar a majestosa sala de espectáculos do Porto.

Feitas as contas quem ficou a ganhar foram os jovens da minha geração. Por 3 escudos e 50 centavos (qualquer coisa como 0,017 cêntimos de euro) o público mais atento ficou a conhecer melhor o que importava saber no panorama musical nacional e internacional, músicos, grupos, cantantes, concertos únicos de Carlos Paredes, José Afonso, Astor Piazzola que, de outra forma, seria mais difícil conhecer e partilhar. E como a Mundo da Canção faz parte do património afectivo e cultural preservo todos os números da revista na estante das minhas velharias sem preço.

Parabéns ao Avelino Tavares, pela teimosia, dedicação e coragem em levar por diante um projecto cultural de enorme importância para a cidade e o país.

Manuel Vitorino (*)

 

(*) Nasceu no Porto (Paranhos) e exerce a profissão de Jornalista. Estudou História na Faculdade de Letras da Universidade do Porto e possui a Pós-Graduação em Direito da Comunicação, pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra. Escreveu durante vários anos sobre cinema no jornal O Primeiro de Janeiro (onde foi repórter) e da redacção do Jornal de Notícias. Faz parte da Direcção do Grupo dos Amigos das Adegas e Tascos do Porto. Depois do Porto, onde continua a interessar-se pela sua história, património e suas gentes, publicou em 2014 o livro Guiné-Bissau, um País Adiado/Crónicas na Pátria de Cabral, resultado de uma acção de voluntariado no território através da ONG Mundo a Sorrir. A Itália é o seu destino de eleição. Mantém em permanência o blogue Mau Tempo no Canal e escreve crónicas no jornal digital Porto24.

_______________________________________________________________________________________

Iniciou-se o inventário das pastas do Espólio Mundo da Canção referentes ao 2º envio (mais pequeno). Estas pastas contem a docmentação relativa a espectáculos, inlcuindo correspondência, contabilidade, direitos de autor, publicidade, recortes dos jornais, bilhetes, material de divulgação, notas de imprensa, anotações manuscritas, etc.

 

PASTAS RELATIVAS A ESPECTÁCULOS (1985)

5 DE FEVEREIRO DE 1985 – OPUS ENSEMBLE (AUDITÓRIO CARLOS ALBERTO, PORTO)

31 DE MAIO DE 1985 – NARA LEÃO (RIVOLI, PORTO)

PASTAS RELATIVAS A ESPECTÁCULOS (1989)

30 DE NOVEMBRO – 1 DE DEZEMBRO DE 1989 – NUNO DA CÂMARA PEREIRA (COLISEU, PORTO E LISBOA)

PASTAS RELATIVAS A ESPECTÁCULOS (1990)

30-31 DE MARÇO DE 1990 – SÓ NÓS TRÊS (COLISEU DO PORTO)

PASTAS RELATIVAS A ESPECTÁCULOS (1991)

15 A 23 DE ABRIL DE 1991 – 2º FESTIVAL INTERCÉLTICO (SEMANA DA BRETANHA) (RIVOLI, PORTO)

Fotografias, anúncios e programa, maquetas de anúncios e cartazes.

17 E 18 DE MARÇO DE 1991 – MILES DAVIS (COLISEU DE LISBOA E COLISEU DO PORTO)

Fotografia, anúncio e bilhete do espectáculo.

28 DE JUNHO DE 1991 – MILTON NASCIMENTO (COLISEU DO PORTO)

Fotografias e anúncio.

1 DE JULHO DE 1991 – PAT METHENY GROUP (COLISEU DO PORTO)

*

AGENDA DO EPHEMERA

A 9 DE SETEMBRO NO PORTO

img_3608

AMÉRICA, AMÉRICA

Exposição de fotografias de Alfredo Cunha e Rui Ochoa

As eleições nos EUA | USA Elections

Material do EPHEMERA  sobre as eleições americanas 2016

A exposição inaugura no dia 9 de setembro, pelas 16:00 estando assegurada a presença dos fotógrafos e de José Pacheco Pereira. A exposição estará patente ao público até dia 21 de outubro.

Esta exposição integra também o evento Future Places 2017 que acontece pela 10ª vez no Porto, de 16 a 21 de outubro.

Exposição no âmbito dos Encontros da Imagem que apresenta uma exposição de cinco fotógrafos americanos que cobriram a Grande Depressão, Farm Security Admnistration de Bem Sahn, Dorothea Lange, Jack Delano, Russel Lee e Walker Evans.

Eventos associados à exposição:

–       22 de setembro, 21:30 – concerto de jazz

–       23 de setembro das 10:00-13:00 – master class sobre fotografia com a colaboração do Instituto Português de Fotografia

–       21 de outubro 18:00 lançamento de livro de fotografia sobre NYC “Uptown, Downtown” de Estevão Lafuente

*

A 15 DE SETEMBRO EM VIANA DO CASTELO

Material “EPHEMERO” das autárquicas – Viana do Castelo 1976-2013 – de 15 a 24 de Setembro

*

A 23 DE SETEMBRO NA COVILHÃ

*

CONFERÊNCIAS EPHEMERAS

A ASSOCIAÇÃO CULTURAL EPHEMERA vai organizar uma série de pequenas conferências /palestras/conversas/ debates com alguma regularidade e com temas muito diversos. Essas CONFERÊNCIAS EPHEMERAS incluirão pré-apresentações de livros da colecção, feita em colaboração com a Tinta da China, divulgação de espólios e documentos entrados, temas associados com o papel dos “arquivistas cidadãos”, apresentação de investigações feitas com materiais do ARQUIVO, e, de um modo genérico, tudo que diga respeito ao nosso trabalho.

Essas CONFERÊNCIAS ocorrerão nas Livrarias Férin e Ler Devagar e são abertas ao público.

Em Setembro:

Bruno Caseirão sobre os fundos do ARQUIVO  relativos ao Teatro Nacional de S.Carlos nas décadas de quarenta a setenta. do século XX.

Júlia Leitão de Barros sobre o modo como se moldou a Censura nos seus primeiros anos (a partir dos fundos existentes no ARQUIVO sobre a Censura nos anos trinta).

*

NOVIDADES NO SITE DO EPHEMERA: BIOGRAFIAS DA RESISTÊNCIA

 

Para além de um contínuo acrescentar de materiais nas suas diferentes secções (cartazes, bandeiras, iconografia diversa, etc.) estão em construção mais secções. Entre elas conta-se a  nova secção BIOGRAFIAS DA RESISTÊNCIA .

Biografias da Resistência é um conjunto de pastas com informação biográfica, mais ou menos tratada, e nalguns casos dando origem já a um embrião de biografia, resultado dos trabalhos de José Pacheco Pereira relativos à história do PCP, da extrema-esquerda e outras formas de radicalismo, e de um modo geral de pessoas que combateram a ditadura do Estado Novo de 1926 a 1974. Este é o critério de entrada: ter tomado uma posição, participado de um grupo, ter sido preso, assumir uma posição individual de carácter público, ser autor de um documento, panfleto, livro proibido, etc. ligado à oposição ao regime da ditadura.

Em muitos casos trata-se apenas da indicação de um nome a pesquisar, noutros de pastas em construção, agregando alguma informação de natureza biográfica existente no ARQUIVO / BIBLIOTECA EPHEMERA, seja de livros, artigos, recortes, fotografias, fotocópias, panfletos, etc. referências bibliográficas ou a publicações na Rede. Muito material é inédito, outro resulta da fusão de informação recolhida nas bibliografias e biografias publicadas anteriomente nos ESTUDOS SOBRE O COMUNISMO e no DICIONÁRIO DA ESQUERDA RADICAL e em vários livros. A formatação das entradas ainda está muito caótica dadas as diferentes origens da informação, mas será progressivamente corrigida.

MAIS ACTUALIZAÇÕES NO SITE: CARTAZES  DA VILA DA MARMELEIRA   e vários novos do PCP, APU, Angola, etc.

 

*

APELOS

*

O DETECTIVE DOS ARQUIVOS

(Em breve.)

*

EPHEMERA EM LISBOA/ PORTO/ TORRES VEDRAS / VIANA DO CASTELO

TRABALHOS NA  26 de março de 2016

*

Ver aqui.

EPHEMERAS recolhas no  MIRA FORUM

TRABALHOS EM VIANA DO CASTELO

*

NÃO É DESLEIXO, É PURA FALTA DE TEMPO…

bibjppaldef6134b_brb… que faz com que haja atraso nas respostas, nalguns casos de meses, para tudo: ofertas, doações, convites, pedidos de visitas, etc, etc. Apesar de toda a actividade que desenvolvemos, e apesar dos esforços de muitos dos nossos voluntários mais dedicados, não existe nada de parecido com um “secretariado”. Por isso basta uma viagem, uma falta de transporte, uma conferência ou palestra a mais numa semana, uma falta de electricidade, uma avaria na Rede, para haver a jusante um qualquer atraso.  Este é um trabalho de amadores, no sentido preciso do termo, e o tempo é a única coisa que a dedicação não resolve. Desculpem por isso, os atrasos – não é desleixo é falta de tempo.

*

COLECÇÃO EPHEMERA

CARTAZES DO EPHEMERA

Cartazes  de Miguel Januário.

Está feita uma primeira tiragem destes cartazes que podem ser enviados a quem pretenda colocá-los em locais públicos.

*

*

Ver EPHEMERA – NOTÍCIAS DA SEMANA (DE 21 A 27 DE AGOSTO DE 2017)

*

Seja o primeiro a comentar

Leave a Reply