EPHEMERA DIÁRIO (19 DE ABRIL DE 2020): “ÉS CUMPLICE!”

JCF era a Juventude Católica Feminina, uma organização da Acção Católica, e estávamos em 1938, em plena guerra de Espanha. Todas as publicações religiosas, praticamente sem excepção, eram virulentamente anti-comunistas e partidárias da ditadura. Um dos pontos desta série de “és cúmplice” é exactamente a referência aos “deveres de estado”, ou seja de obediência ao regime do Estado Novo.  A contradição “cúmplice” / “apóstola” está centrada na contabilidade de almas ganhas ou perdidas,  e a imoralidade era sinal de “paganismo”. Ler, vestir, divertir-se … ir à praia, são as fontes do pecado.

Isto parece estar muito longe, mas está mais perto do que parece, só que com outras palavras. No mundo católico, mas também no mundo evangélico e no Islão.

Seja o primeiro a comentar

Leave a Reply