NÚCLEO DE GASTRONOMIA DO EPHEMERA: AS RECEITAS DO GENERAL

“São dois dossiers bem grossos, um diz “Peixe”, o outro diz “Tem de tudo”. Mais de uma centena de receitas, entre o manuscrito, o dactilografado e o recorte colado, com algumas ilustrações à mão.
Até aqui, nada de original. Todos os dias chegam ao Arquivo Ephemera e ao seu Núcleo de Gastronomia exemplares semelhantes, produto da recolha, ao longo dos anos de receitas de culinária. Estes dois têm versões de Ameijoas à Bulhão Pato, Rosbife à Luís Filipe Barros (radialista especializado em Rock), Rolo de Arroz com Molho de Camarão, Espetadas “Vaqueiro”, Dobrada à Milanesa, Camarões Cremosos, Pastéis de Feijão…
Começámos a ficar mais curiosos quando nos apareceram folhas timbradas, com a indicação de Gabinete do Governador do Distrito de Cabinda para suporte de uma Lagosta Tremidor. Ou a Maria da Conceição Macieira Bonneville Nesbitt, Premiada com Medalha de Ouro na Grande Exposição Industrial Portuguesa (1933) para uma Lagosta Recheada.
Como marcador improvisado, num dos cadernos, surgiram-nos então dois recibos de Guarda Nocturno, de 1991. Passados em nome do “General”. E um nome: João António Pinheiro.
Quem nos tinha feito chegar os dossiers, um dos voluntários do Ephemera, Francisco Avillez, disse que não sabia nada da história deles, apenas que eram de uma amiga que os oferecia ao Ephemera. Mas, umas horas depois, já sabia que havia, na verdade, um General na história, Sogro da amiga. Tratava-se de João António Pinheiro (1921 – 2009), e que tinha sido ele mesmo a proceder à organização dos dossiers. Até havia rua com o seu nome, em Oeiras.
Andando pela Internet, soubemos quem tinha sido este militar gastrófilo. Não sabemos se foi gourmet, gourmand ou ambos.
Quando Coronel, João António Pinheiro foi subsecretário de Estado do Exército. Nos arquivos da RTP aparece, nos anos 1960 ao lado do General Bettencourt Rodrigues, ministro do Exército da altura, em plena guerra nas colónias.
Para saber mais sobre este militar, que teve grande importância nos Serviços Sociais das Forças Armadas, cargo que assumiu de 1977 a 1990, veja aqui (https://ruascomhistoria.wordpress.com/…/o-centenario…/)
Assim, se resolve um puzzle e se demonstra a importância de quaisquer papéis, como sejam recibos de Guarda Nocturno.”

Seja o primeiro a comentar

Leave a Reply