NÚCLEO DE GASTRONOMIA DO EPHEMERA: A PERSISTÊNCIA DA MEMÓRIA OLFACTIVA

“Fabricado em Espanha pela fundição M. J. F., mais propriamente na Catalunha (Cornellá de Llobregat, Barcelona), nos anos 1930 / 1940, este moinho de café, em ferro fundido e gaveta de madeira, pesa quase 3 kg. Está em perfeitas condições e foi oferecido ao arquivo Ephemera por um dos seus voluntários, Francisco Avillez. Guardado há anos, destronado por maquinaria eléctrica, irá agora fazer parte do espólio guardado no Núcleo de Gastronomia do maior arquivo privado do país.
Quando se abre a sua gaveta, o odor a grão moído continuará – por quanto tempo mais? – a provocar o desejo incontornável de… beber um café, na máquina expresso mais à mão.”

Seja o primeiro a comentar

Leave a Reply