Posted by: JPP | 24/12/2010

AGRADECIMENTOS: ENTRADA DA BIBLIOTECA E ESPÓLIO DE MANUEL BARROS MARQUES

Agradeço a Manuel Barros Marques a oferta dos seus livros e papéis, que sei ter coleccionado sempre com muita estima e dedicação. Esta é apenas uma nota preliminar para se poder avaliar a importância da sua oferta, que se encontra em processo de entrada no ARQUIVO / BIBLIOTECA. Posteriormente se fará também uma nota biográfica sobre  Manuel Barros Marques, de modo a perceber-se melhor a relação entre os seus livros, revistas e papéis e a sua experiência estudantil, em Portugal e na Bélgica, a sua actividade política e profissional no âmbito do cinema, teatro e televisão.

É possível desde já salientar a importância dos materiais já entrados (deixando uma nota posterior para os livros), com exemplos para cada grupo:

1) uma colecção de centenas de autocolantes (cerca de 500), com uma excepcional representação do PCP e de organizações afins, assim como de grupos de teatro e organizações de “cultura popular”;

Copy 3 of Documen678t (3) (15) Grupo de Canto Popular de Almada
Copy of Documen678t (3) (15) Teatro da Cornucópia
Copy 7 of Documen678t (3) (15)

Caricatura – G.A.T.
Copy 5 of Documen678t (3) (15) Teatro Aberto
Copy 4 of Documen678t (3) (15) Teatro O Bando

2)  panfletos e brochuras do movimento estudantil;

ISCEF, My Fair Quelhas
AAISCEF, Estudos e Documentos, nº 1
Solidariedade Estudantil, 4,
Boletim SCEF, 2ª edição
AE ISCEF, A Associação de Luto, 1965.

 

3)  materiais do exílio português na Bélgica;

Degrau, Orgão Cultural e Informativo da Associação dos Estudantes de Origem Portuguesa em Bruxelas, nº1, [1967?] 

(Manuel Barros Marques foi membro da redacção).

Sur la Lutte de Classe au Portugal en 1969.
Para Uma Democracia Socialista em Portugal, Textos ASP, 1970.
A Voz do Povo, Boletim Informativo dos Grupos de Estudo “Che” Guevara e o Povo Vencerá, 1, Dezembro 1969.
Perspectiva, nº 3, Abril, 1969.

 

4) panfletos, jornais, brochuras, dos e sobre os movimentos revolucionários na Europa (Maio 1968, movimentos feministas, situacionistas, etc) na década de sessenta e oitenta;

L’ Offensive, Organe de la Jeunesse Communiste de Belgique, 1974.
Le Journal de Classe, Mouvement Unifié Belge des Étudiants Francophones, 1,  Outubro 1973.
Fidel de Castro / Linda Jenness, Woman and the Cuban revolution,
Panfleto contra a OTAN do PC Belga (frente e verso).
Cahiers “Rouge”, L’Intervention en Tchécoslovauqie Pouquoi?
Mai, 1, 1969.
Guérilla, Revue du Comite Anti-Imperialiste Che Guevara, 1, Outubro 1968.
Lutte des Peuples, nº 7
Real Free Press, 3
Textures, Été 68-2
L’ Idiot Internationale, 7, 1970.
Le Petit Livre Rouge des Femmes
Comité de Solidarité avec le Black Panther Party, Pig Justice

5) publicações dos países socialistas, URSS, Checoslováquia, Bulgária, Cuba, etc.

 

Panimperialisme et Non–Intervention
Che
Todor Jivkov, 30º Aniversário da Vitória sobre o Fascismo, Sofia Press
A Edificação na Checoslováquia
La Grande Révolution Socialiste d’Octobre a 50 Ans

Deixar uma resposta

Categorias