NÚCLEO DO TEMPO DO EPHEMERA NA ESTAÇÃO CRONOGRÁFICA: “não fazem pregas no peito nem rugas no colarinho”

Proclamavam “não fazer pregas no peito, nem rugas no colarinho”, um dos slogans publicitários mais conhecidos em Portugal durante décadas do século XX. Eram as camisas da Camisaria Moderna, ao Rossio.

A Camisaria Moderna tinha duas peculiaridades: andavam pássaros à solta pela loja e editava regularmente calendários de bolso, com alguma sofisticação. Este, para 1960, pertence ao acervo do Núcleo do Tempo do Arquivo Ephemera. Com Horas do Mundo no verso. Mas havia outros, com Calendário Perpétuo.

A Camisaria Moderna tem as suas origens no espanhol Antonio Regojo Rodriguez (1904 – 2003) que, com 14 anos, emigrou para Lisboa. Já tinha a marca Regojo quando, em 1932, adquiriu por trespasse a Camisaria Moderna (que encerrou portas em 2016).

 

Do blogue de Fernando Correia de Oliveira.

Seja o primeiro a comentar

Leave a Reply